Materiais para a Salvação do Mundo 2

Autores

Pedro Eiras
Universidade do Porto - ILC
http://orcid.org/0000-0002-5296-6806
Palavras-chave: Salvação do Mundo

Sinopse

Neste volume, Sofia Miguens revisita o pensamento de Walter Benjamin sobre a arte como salvação. Contra modelos da História como progresso ou decadência, pensa--se o tempo enquanto objecto de rememoração do artista; uma rememoração que realiza finalmente o tempo pretérito: “Construir a história é uma forma de realizar o passado”, talvez de o salvar. Rememorando a história do Brasil, Luca Argel revê séculos de conflitos, a história da escravatura, o genocídio de povos autóctones: “Como sobreviveram os nativos americanos e os africanos ao fim dos seus mundos?” Neste país que “não é para principiantes”, uma resposta pode ser o samba, forma depurada de protesto e resistência. A mesma resistência talvez defina também a literatura: no ensaio de Maria Beatriz Almeida, reconhecem-se os limites da escrita num universo de crises ecológicas e humanitárias, mas para concluir que os poemas ao menos ajudam a recordar “o que nos mantém longe da utopia” – e, através desse frágil protesto, convidam a salvar o mundo.

 

Org.: Pedro Eiras


Índice:

7 | Nota de Abertura
    Pedro Eiras

9 | Arte, tempo, fim do mundo e salvação (a partir da filosofia)
    Sofia Miguens

31 | Filho da dor, pai do prazer: o samba entre a vida e a morte
     Luca Argel

39 | Aprontamentos sobre a (in)utilidade da Literatura
    Maria Beatriz Almeida

 

 

ISBN: 978-989-53476-1-2

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

Fevereiro 24, 2022

Séries